(47) 3273-5610

Blog Falcon Eletrônica

QUANDO USAR PTH OU SMD?

As chamadas PCBs são componentes importantes em dispositivos eletrônicos. Elas são usadas na fabricação de aparelhos e também na indústria automobilística, em aplicações militares, na tecnologia aeroespacial, ciência médica e entre outras.

À medida que a estrutura dos seus componentes se tornou mais complexa ao longo do tempo, a tecnologia para montagem dessas também passou a precisar de mudanças que proporcionassem utilidades e funcionalidades adicionais. Foi assim que surgiu o PTH e SMD.

Essas são as formas mais comuns de montagem dos componentes da placa eletrônica. E para que você entenda como elas funcionam e quando escolher por uma ou por outra, preparamos o post de hoje explicado tudo sobre esses dois tipos de encapsulamento. Acompanhe!

O QUE É PTH?

Como vimos, a montagem de uma placa eletrônica geralmente é categorizada entre dois tipos. O mais antigo é a montagem PTH, ou Pin Througt Hole, algo como “terminal inserido no furo”. Essa montagem envolve a perfuração de furos muito pequenos na placa onde os terminais dos componentes são inseridos e depois soldados.

Atualmente, a montagem PTH é considerada um pouco antiquada, mas ainda é amplamente utilizada, especialmente em aplicações em que o orçamento é importante.

O QUE É SMD?

A segunda categoria de montagem de uma placa eletrônica é conhecida como SMD, Surface Mounted Device, que ser traduzido como “componente montado em superfície”. O SMD não requer a perfuração da placa eletrônica, porque, nesse caso, os componentes são montados usando ferramentas mais avançadas e equipamentos.

No SMD, os componentes são soldados à superfície da placa, sem a necessidade de furos. Essa é uma forma mais robusta de montagem de uma placa eletrônica quando comparada com o PTH porque não há nenhum buraco para formar pontos fracos na placa.

QUAL TECNOLOGIA É MELHOR: PTH OU SMD?

A tecnologia SMD é mais recente, mas isso pode levar à interpretação errônea de que ela é preferível em relação à tecnologia Pin Through Hole. É preciso olhar a questão mais a fundo antes de tomar uma decisão.

Os componentes SMDs surgiram por uma necessidade econômica. Como eles possuem terminais no seu encapsulamento, é gasto menos tempo e material. Além disso, essa tecnologia permite criar componentes menores, o que acaba fazendo o preço ser mais interessante.

Dispositivos SMD são encontrados principalmente em placas em que o tamanho do dispositivo é uma forte preocupação. Eles também podem ser usados em placas ou dispositivos que contêm tanto componentes PTH quanto SMD, visto que alguns tipos, como transformadores e dissipadores de calor, não são adequados para a montagem em superfície.

A escolha entre uma e outra, portanto, vai depender das necessidades da placa empresa. Os componentes PTH são mais fáceis de serem soldados mas quando é exigido um nível maior de complexabilidade, é preciso optar pelo SMD.

Para entender melhor, existem alguns pontos que diferenciam uma tecnologia da outra, que estão resumidos abaixo:

• Como os componentes SMDs são menores, eles ocupam menos espaço em comparação com o PTH;

• O SMD é um componente sem chumbo e pode ser montado diretamente na superfície da placa enquanto os componentes PTH necessitam perfuração para serem montados;

• A densidade decomponentes podem por área na tecnologia SMD é maior que na PTH;

• No SMD, os componentes por área na tecnologia SMD é maior que na PTH;

• A tecnologia SMD é utilizada quando é necessária uma grande produção, o que leva a um baixo custo dos conjuntos de unidades;

• A soldagem manual no SMD é muito complicada, por isso é necessário investir em máquinas para soldagem automática;

• O design, produção, funcionalidades e tecnologias são mais avançados na SMD;

• A tecnologia PTH é basicamente usada na prototipagem;

• A substituição de componentes é mais simples no SMD;